Em VIDA CRISTÃ COTIDIANA, quero dialogar sobre a prática dos ensinamentos de Jesus nos acontecimentos simples e rotineiros do dia a dia. Ótima leitura!

9 de maio de 2014

Que o Senhor atenda a sua oração

Dia abençoado para você!
Que está palavra traga paz e encontre lugar no seu coração e o ajude a se erguer diante das adversidades, confiante no auxílio do Senhor.
1 Que o Senhor te responda no tempo da angústia; o nome do Deus de Jacó te proteja!
2 Do santuário te envie auxílio e de Sião te dê apoio.
3 Lembre-se de todas as tuas ofertas e aceite os teus holocaustos. 
4 Conceda-te o desejo do teu coração e leve a efeito todos os teus planos.
5 Saudaremos a tua vitória com gritos de alegria e ergueremos as nossas bandeiras em nome do nosso Deus. Que o Senhor atenda todos os teus pedidos!
6 Agora sei que o Senhor dará vitória ao seu ungido; dos seus santos céus lhe responde com o poder salvador da sua mão direita.
7 Alguns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós confiamos no nome do Senhor nosso Deus.
8 Eles vacilam e caem, mas nós nos erguemos e estamos firmes.
9 Senhor, concede vitória ao rei! Responde-nos quando clamamos!(Salmo 20)

2 de maio de 2014

Igreja Acolhedora

         Muitas vezes o nosso discurso, a nossa liturgia de culto, a mensagem e louvor  pouco ou nada tem a dizer para o descrente. Queremos alcançar o não crente, mas fazemos culto só para crente. Distanciamos tanto que não conseguimos mais dialogar com quem não faz parte do “gueto evangélico”, falta assunto. Não é pecado, como alguns apregoam conservar  e fazer amizades fora do mundo cristão, na verdade faz bem,  nos torna mais humildes, mais encantados com o amor de Deus. Dificilmente Jesus era encontrado junto aos religiosos da sua época, ele gostava de estar entre o povo e principalmente entre os rejeitados e marginalizados, ali ele semeava amor em ação. Quem se isola e se enclausura nos seus dogmas é porque está inseguro na caminhada com Deus, tem receio de perder a fé. Quem anda intimamente com Cristo está seguro da sua identidade, portanto não tem medo de se relacionar com o mundo pelo qual Jesus deu a sua vida. Nossos cultos precisam refletir mais o amor de Deus, nossa linguagem precisa ser acessível, nosso discurso mais coerente e nossas igrejas mais acolhedoras.