6 de março de 2014

Quem edifica o seu lar?



        “Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.
        Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono.” salmo 127: 1-2

      Acredito que o capitalismo se tornou uma religião, o deus deste século, inclusive de muitos cristãos. Vejo pais correndo de um lado para o outro no intuito de construir um lar confortável para a família. Eles fazem de tudo para colocar os filhos na melhor escola, compram a melhor televisão, as melhores comidas, o carro do ano, o celular última geração, roupas de grife, tudo para proporcionar bem estar à família. Até aí tudo bem, quem não quer o melhor para os seus? Porém, a coisa vai se estranhando, quando em nome do “bem estar” sacrificam o diálogo, a convivência, o compartilhar das experiências, as vivências do dia a dia, já que ninguém tem tempo para prestar atenção no outro. Não adianta nada se sacrificar tanto, trabalhar feito  louco, proteger a família das adversidades, blindar o lar com o esforço próprio, se Deus não estiver presente de fato. Por mais arrumado que esteja o lar, sem Cristo, ele é frágil.
        Tem muito cristão vigiando a casa em vão. Cuidam de tudo, mas não cuidam do principal: entronizar Cristo no seio da família. Na nossa igreja costumamos chamar as crianças à frente para orarmos por elas antes das mesmas irem para a Escola Bíblica. Então, perguntamos: quem trouxe Bíblia? No começo a maioria não tinha Bíblia,não porque não pudessem comprar, mas por pura displicência dos pais. Eles compram todo o material escolar, investindo em marcas famosas, mas não se preocupam em comprar uma Bíblia, muito menos em ler a Palavra de Deus em família. Famílias inteiras são assíduas na igreja, porém negligenciam a vida devocional no lar. Sentam-se em frente à TV e assistem, sem critério algum, tudo que é apresentado. É interessante que esses pais displicentes, quando os filhos crescem e começam a dar trabalho, correm para o pastor e culpam a igreja pelo fracasso no lar. Eles não fizeram o dever de casa, ou seja, o de instruir o filho no temor do Senhor.
         Não adianta nada comprar jóias, fazer viagens românticas com o cônjuge se Jesus não estiver presente, se Ele não for o centro. Alguns casais nos procuram desesperados com o casamento por um fio. Algumas vezes fico surpresa, pois acreditava que era um casal feliz, pelas fotos das viagens no Facebook, a forma como se tratavam em público; realmente as aparências enganam em muitos casos. Quando questionamos o casal sobre a vida com Deus, logo percebemos quão longe andam do Senhor. São bem sucedidos financeiramente, trabalham muito, mas negligenciaram o principal: a “boa parte” que Maria escolheu, o de sentar-se aos pés de Jesus e aprender com Ele, diferente de sua irmã Marta que priorizava os afazeres de casa. Temos muitos pais e cônjuges “Martas,” ocupados com muitas coisas, correndo de um lado para o outro, sem correr para Jesus. Não adianta. “Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam...” (Salmo 127:1)
       Estamos vivendo dias difíceis para a família cristã. A família tem sido bombardeada de todos os lados com valores que fogem daqueles estabelecidos por Deus. Se não vigiarmos, a mundanização vai se instalar e fazer estragos que podem ser permanentes.  Não adianta ganhar o mundo e perder a família. Não adianta ter conforto e não ter paz, não adianta ter status e não ter Cristo.  Não adianta servir a Jesus e não confiar a Ele aqueles que amamos. Não adianta ter esperança e não descansar em Deus.
      Que abandonemos essa cultura capitalista, que apregoa que para ser feliz e bem sucedido é importante estar o tempo todo ocupado em conquistar coisas. Que encontremos tempo para a solitude diante de Deus em adoração e submissão a sua vontade. Que Jesus encontre espaço para reinar em nosso lar. Que seja Ele o alicerce da nossa casa, que seja Ele a edificar.
         Não perca mais tempo, convide o senhor para guiar os passos da sua família.




Nenhum comentário:

Li e gostei - MEMÓRIAS DE UM PASTOR ( Eugene Peterson)

"A igreja é composta de pessoas que, ao entrarem no templo, deixam para trás o rótulo ou a designação pela qual as pessoas da...